Overblog
Editer l'article Suivre ce blog Administration + Créer mon blog
27 février 2009 5 27 /02 /février /2009 08:45

 


Riachão

Iêêêêêêê!

Riachão tava cantando

Na cidade do Açu

Quando apareceu um negro (bis)

Da espécie de Urubu

Com uma camisa de sola

E a calça de couro cru

Beiço grosso revirado

Como a sola de chinelo

Um olho muito encarnado (bis)

O outro bastante amarelo

Convidou a Riachão

Para ir cantar martelo

Riachão lhe respondeu

Eu não canto com negro desse tipo

Você pode ser um escravo

Que ta por aí fugido

Isso é dar falar nambú (bis)

Puxa já negro enxirido

Eu sou livre como o vento

A minha linhagem é nobre

Nasci dentro da nobreza

Não sai da raça pobre (bis)

Você nega porque quer

Está conhecido demais

Se você não for cativo

Me diga o que você faz

Ou seja livre ou seja escravo

Eu quero cantar martelo

Afine sua viola,

Vamos entrar em duelo

Só com minha presença,

O senhor já tá amarelo,


Camarádinha


é hora é hora

 

...

Et pour encore plus de ladainhas, retrouvez nous pendant nos

Cours de Capoeira à Paris




Partager cet article
Repost0

commentaires